IMG_0857.jpg

ficha

Concepção

Renan Marcondes

Criação e performance

Raul Rachou

Renan Marcondes

Performance (vídeo)

Selma Maria

Selma Marcondes

Tetembua Dandara

Neuza Poli

Luz

Lui Seixas

 

Objetos

ZANG

Cenotecnia

Guilherme Schultz

Trilha original

Sergio Abdalla

Produção

Tetembua Dandara

pesquisa

Zulmira Elizabeth é uma peça que se inicia com o desejo de Renan Marcondes de falar sobre a morte prematura e inesperada de Elizabeth, sua mãe. É criada e dançada por dois artistas da dança de diferentes gerações: Renan Marcondes, nascido em 1991 e Raul Rachou, nascido em 1951. Inicialmente um mentor convidado para orientar a criação da peça, Raul se torna - ao longo dos ensaios - um cúmplice e um amigo, compartilhando experiências, histórias e terminando por entrar em cena para dançar junto com Renan. Assim, os 40 anos que os separam se aproximam ao longo do processo de criação da peça, que lança um olhar sereno para o envelhecimento e para nossa inevitável morte. Sem a presença de sua mãe, resta dançar com quem ainda está por aqui e recordar, lado a lado, gestos que não podem ser mais vistos. Para tanto, ambos os intérpretes mesclam gestos de mão de Elizabeth Marcondes com os da atriz Fernanda Montenegro ao interpretar Zulmira no filme A falecida, lançado no mesmo ano em que Elizabeth nasceu.

premiações

Projeto contemplado pelo Premio de criação em residência para jovens coreógrafos no MIS SP (2018)

Zulmira Elizabeth

 

 

2018 | 50min

pré-estreia no MIS SP

estreia no sesc consolação

sobre

Performance criada a partir do falecimento precoce da mãe de Renan. Nela, ele e Raul Rachou (bailarino com 40 anos de trajetória) convidam quatro mulheres para copiarem os gestos de Fernanda Montenegro no filme A falecida, lançado no mesmo ano em que a mãe de Renan nasceu. Imaginando que o filme sempre terá a idade dela e seguirá para sempre vivo, executam em cena os gestos junto do vídeo original e da execução pelas mulheres, fazendo tradição e memória operar performativamente.

IMG_1014.jpg
IMG_0768.jpg
IMG_1271.jpg

créditos: Cacá Bernardes